Please reload

PROCURE POR TAGS: 

05.08.2020

04.08.2020

11.07.2020

07.07.2020

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

TODO SENTIMENTO

05.10.2017

Como ela ama, Luciana?

 

Chega aqui pertinho que eu vou contar.

 

Atente-se a essas palavras. Para nunca mais perguntar.

 

O amor dessa mulher é algo descomunal.

 

Quando ela está amando não existe coisa igual.

 

Ama como se fosse pão quente.

 

Morde e rasga que nem sente.

 

O cheiro que sai dali tem matéria diferente.

 

Ela ama assim bonito.

 

Qualquer um ia querer.

 

Mas a verdade é que amor do agrado dela, ainda vai aparecer.

 

Nunca encontrou nessa vida homem que desse guarida ao amor que quer viver.

 

É amor de intensidade, é amor de imensidão, é amor que move tudo.

 

De montanha a caminhão.

 

Tem tanta profundidade que parece até vulcão.

 

É coisa tão delicada que podia ser cristal.

 

Qualquer barulho mais alto faz a pedra virar cal.

 

E do pó ela ressurge porque o tempo é pouco, amar urge.

 

E disso ela não cansa.

 

Ela é forte que nem ouro.

 

Ela apenas ama, Luciana.

 

Parece até de novela o feitio da mulher.

 

Não mede esforço, não tem medo.

 

E se cair assim mesmo, logo estará de pé.

 

Ela ama com poesia, com palavra e atenção.

 

Ama também com carinho para dar compensação.

 

Pra dureza que é a vida ela não dá cotação.

 

Espana toda a poeira e volta pra brincadeira.

 

Como menina insistente.

 

Ela sabe o que ela sente.

 

E quer amor, dinheiro não.

 

Quando ela está amando, não quer fazer outra coisa.

 

Fica toda pensamento.

 

No amor o seu rebento é reação imediata.

 

De dentro dela sai brilho.

 

Ilumina o mundo todo.

 

É tanta beleza junta. É de tirar o chapéu.

 

Quando ela ama, Luciana, algo se mexe no céu.

 

Qualquer hora tem estrela, qualquer noite é lua cheia.

 

Qualquer nova tem crescente de algo que nunca míngua.

 

Fala palavra bonita. Escreve com tinta e pincel.

 

Realiza todo sonho.

 

Sonha com lua de mel.

 

Escala sem dificuldade a parede ou a muralha desse tal de desamor.

 

Como ela ama, Luciana.

 

Tem parte mesmo é com Deus.

 

Sentimento iluminado, grande, enorme, abarcado.

 

Que eu não sei nem dizer.

 

Tem que ser Santo Tomé e querer ver para crer.

 

Sorte grande é de quem tirar seu coração para dançar.

 

Vai viver de rodopio e sem parar de girar.

 

De mãos dadas com o amado essa mulher vai seguir.

 

Fazendo de tudo um pouco pra alegria surgir.

 

Vai fazer verso e prosa. Vai sempre surpreender.

 

Presente como ela dá ninguém haverá de ter.

 

Contém tudo o que se gosta.

 

É bonito de ser ver.

 

Envia pelo correio ou manda de avião.

 

Bom mesmo é estar perto pra tocar seu coração.

 

Dali se chega bem rápido em todo e qualquer lugar.

 

Pode só ter uma flor.

 

Um carneiro. Ou baobá.

 

Do planeta que ela veio só existe é o amor.

 

Com a pessoa do lado ela só quer cativar.

 

Tudo fica muito simples. Asas para voar.

 

E para isso não carece sequer sair do lugar.

 

Tirou a sorte grande quem receber esse amor.

 

É grande acontecimento.

 

Carrega o contrário à tristeza e ao lamento.

 

É assim que ela ama, Luciana.

 

Como diria o poeta, ela é todo sentimento.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 por Waleska Barbosa. Orgulhosamente criado com Wix.com por Mauro Siqueira.

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round