Please reload

PROCURE POR TAGS: 

05.08.2020

04.08.2020

11.07.2020

07.07.2020

Please reload

POSTS RECENTES: 

SIGA

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • Instagram Clean Grey

A MENINA DANÇA

29.05.2017

Era tão criança ainda.

 

Mas quando viu a ginga e o vigor de Elza Soares decidiu, mais do que poderia para quem não passava dos seis anos: queria dançar daquele jeito.

 

O desejo entrou carne e coração adentro porque nunca precisou fazer aulas, cursos ou aprendizados formais.

 

Apenas dançou.

 

Coisa que faz até hoje.

 

Não precisa par, não precisa de convite, não precisa de coreografias, de estar em grupo ou em roda.

 

Só da música. E do seu corpo.

 

Sapatos ajudam, admite.

 

Mas não fizeram diferença naquela noite, quando teve que abrir mão deles nem bem chegara à festa.

 

Antigos e guardados por muitos anos, acharam serventia no evento temático. Seriam ideais.

 

Olhando bem, precisavam de reparos e eles foram feitos. Passaram também por um processo, digamos, de faxina, responsável por restaurar as cores originais, pela retirada de sinais de desgaste do tempo.  

 

Estavam tinindo.

 

Mas deixaram a desejar.

 

Seria uma praga rogada por alguém em algum momento da vida e que dera de pegar justo naquela noite?

 

Seria um sinal do destino de que voltasse para casa e descansasse no lugar de cair na noite?

 

Ou mesmo de que voltasse só o tempo necessário para trocar o acessório?

 

Ficou confusa quando sentiu que estava afundando. Seria no salão inteiro? Por força de um terremoto ou algo parecido?

 

 

Seria a animação de quem já ocupava a pista fazendo o chão tremer?

 

Demorou um pouco para entender. Mas de repente tudo ficou obvio.

 

Os sapatos se abriram com o peso do seu corpo e certamente pela falta de uso.

 

Perderam a função. E o solado.

 

Atônita, se abaixou e os retirou dos pés.

 

A decisão tinha que ser urgente. E foi.

 

Sem pestanejar se desfez do par inconveniente.

 

E dançou sem parar por umas cinco horas seguidas.

 

Porque adora dançar.

 

Lembrou-se de Chacal.

 

"Vai ter uma festa
que eu vou dançar
até o sapato pedir pra parar.


Aí eu paro
tiro o sapato
e danço o resto da vida"

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2017 por Waleska Barbosa. Orgulhosamente criado com Wix.com por Mauro Siqueira.

  • b-facebook
  • Twitter Round
  • Instagram Black Round